ÀS VEZES, ANDAR DE BICICLETA É COMO VOAR

sem-titulo

Nas memórias que tenho da minha infância, com os meus avós, há sempre bicicletas (além de carroças e carretas). (dizem que) Evoluímos e deixámos as bicicletas, a sorte é que voltámos (finalmente) a evoluir para regressar às bicicletas!

Na nossa rua (sim porque não desistimos de nos apropriar dela) as bicicletas continuam a circular, ora pedaladas com esforço por quem apenas a tem como único meio de transporte local, ora ganhando asas com os meninos em aventuras radicais ora ou como escolha premeditada de quem numa ida ao pão quer saborear cada frescura desse ar matinal e inaugural.
ÀS VEZES ANDAR DE BICICLETA É COMO VOAR…baixinho.
É na minha relíquia ferrugenta que adoro, comprada na feira da ladra há cerca de 14 anos, que eu faço grandes voos ao lado dos radicais…manosbicicleta2017

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s