(D)ESTA HISTÓRIA QUE NOS PROLONGA

“A amizade é a aceitação de que Deus nos visita através do que nos é próximo. Com os amigos construímos uma história que é sagrada, mesmo se a nossos olhos parece apenas feitas de coisas simples e muito humanas. Depende muito do que estamos dispostos a acolher quando acolhemos os outros.” 

somosTANTOSfilhosAMIGOS.jpg

Vem de um território comum a nossa amizade. E no entanto a roda foi-se alargando nos últimos 15 anos. Primeiros amores, depois namoros, seguiram-se companheiros, alguns maridos, os amigos dos amigos e ultimamente os filhos. Tantos filhos nas nossas famílias!
Estou confiante que eles hão-de prosseguir esta (nossa) história.
Brevemente os filhos trarão os amigos e atrás deles novas famílias e seremos ainda mais, certamente, também mais felizes. E é aqui que tudo me parece sagrado…
“O modelo da amizade pode ajudar-nos a perceber melhor a nossa relação com Deus. A amizade é uma forma mais objectiva, mais concretamente desenhada, porventura mais possível de ser vivida.
(…) Pensemos naquilo que a experiência de amizade traz de iluminante para estruturar a nossa relação com Deus: a aceitação do outro, o reconhecimento sereno dos limites, a diferenciação, a ausência de domínio, a liberdade, a gratuidade, a pura contemplação, o não reter, a percepção de que o outro é passagem na minha vida e passagem que, por dentro, me fecunda. Os amigos estão interessados no concreto, no pormenor, na pequena escala, no relato simples, no inútil aparente, no correr indiferenciado do tempo, na espuma dos dias.”

eraumveraoassim.jpg

paraosbracosdasmaes.jpg

brincadeirasapote.jpg

Quando estamos juntos, assim a tempo inteiro como aconteceu em mais um fim de semana doce de bagunça, para os lados da Foz do Cávado, é como se a nossa procissão continuasse onde a tínhamos interrompido…

anossaprocissao.jpg

Não faltou a mesa da partilha, aquela que se estende debaixo do céu, num refeitório improvisado ou numa sala de um restaurante.
Não faltaram as conversas intermináveis e intercruzadas à luz das estrelas, enquanto os miúdos exploraram o parque das redondezas.
Nem sequer faltaram os choros, as gargalhadas, os brinquedos cobiçados do amiguito mais novo ou o jogo de futebol que une gerações.

Desta vez A NORTE tivemos como que o paradigma da vida. Um dia fantástico, brilhante com aroma a praia e pinhal e até com direito a mergulhos na piscina gelada e depois um domingo cinzento, que nos obrigou a reunir as tropas e aproximarmo-nos, até mais fisicamente,  e reinventar o tempo.
Não são destes desafios e oscilações que se faz a nossa VIDA DE TODOS OS DIAS?
citações do Padre Tolentino Mendoça, retiradas DAQUI

ROOTS & WINGS

fimdetardeOUTONO9jpg.jpg

fimdetardeOUTONO13jpg.jpg

fimdetardeOUTONO14jpg.jpg

Há heranças impagáveis, que não podemos abdicar de deixar aos filhos, entre elas CAMINHOS & ASAS. Caminhos por onde eles possam entrar, descobrir, vacilar, investir, aprofundar, testar e optar. E asas que os elevem mais alto e os transportem mais longe, onde só voando e acreditando se consegue chegar. Ontem partilhámos desse amor que nos transforma e transporta à cidade de Deus, agora ainda mais familiar, com 3 meninas muito especiais. Entre elas a nossa doce Julieta.
E são momentos como os de ontem que me fazem sentir que estamos mesmo todos no coração de Deus: para ele não ha crentes e não crentes. há homens de boa vontade, gente com uma história que é a sua auto-biografia. Num poema lindíssimo do José Tolentino Mendonça: Somos a autobiografia de Deus.

fimdetardeOUTONO7jpg.jpg

fimdetardeOUTONO.jpg

PRESENTE DO INDICATIVO

Na Terra dos Que Vivem Aqui, ação e contemplação têm alternado na conjugação de um tempo de graça como é o de mais um Verão . Uma estação que nos permite privilegiar ainda mais a família e os amigos, este ano num plural de cinco – NÓS – e numa conjuntura que nos desafia a sermos ainda mais unidos e criativos.

EU, TU, ELE, NÓS VÓS & ELES..
eu_EXPLORO
EU VIVO o último mês de licença de maternidade. Um tempo, verdadeiramente, único e especial na vida de qualquer mãe. Cento e vinte dias que terminam a cinco, em jornadas que adivinhamos cansativas, mas que tanto desejamos.

tu_SABOREIAS
TU SABES a gula, ò Verão que chegas fresquinho em gelados,enrolado em crepes, servido em pudins, fatiado em bolos, caseiro em bolachas, colorido em saladas e saboroso em fruta servida à fatia ou em batidos…

voslancaispapagaios
ELE FAZ  o papagaio voltar a voar no céu do Benavente, enquanto as avós nos observam do terraço. Por momentos o céu é o limite e por um fio podemos aprender a voar.

nós_CONVIVEMOS
NÓS CONTEMPLAMOS a vida que se multiplica em redor, onde há cada vez mais crianças, entre regaços e conversas. As tendas das aventuras de Verão são agora as sombras preferidas de brincadeiras e sestas. Quem diria?

eles_MERGULHAM
VÓS crianças que CRIAIS,EXPLORAIS e VIVEIS sempre disponíveis para nascer de novo a cada manhã: continuem a  ensinar-nos, diariamente, o valor do tempo PRESENTE…uma vida a não desperdiçar!

eles_LANÇAMFOGUETOES
ELES LANÇAM os foguetões que construiram em papel, numa tarde de agosto, no campo da feira da Palhaça que com miúdos e graúdos se transformou de improviso na base de lançamento do Cabo Canaveral.

4 JULHO # Feliz esta manhã

O nosso 4th of july foi um dia muito especial. Além de quente e longo, começou bem cedo com treino da logistica matinal que nos espera em setembro. Sermos 5 fora de casa a partir das 8h30.  Depois fomos espreitar o arranque de mais um dia MEGA DIVERTIDO no campo de férias ESTAMOS JUNTOS, onde o Salvador se estreou este ano, uma experiência com pessoas que não conhecia numa cidade nova. Nós seguimos para norte e a tarde foi passada ao fresco, em Rio Tinto, à beira da amizade que por estes dias enche ventres de vida. Uma história que vai longa e que por estes dias testemunha a ansiedade da espera de novas vidas. Nada como partilhar experiências e falar dos receios abertamente para afastar fantasmas e aumentar os níveis de confiança das futuras mamãs !!!

felizestamanha.jpg felizestamanha2.jpg felizestamanha3.jpg felizestamanha7.jpg

felizestamanha8.jpg felizestamanha5.jpg

Duas grávidas e três bebés à escuta da nossa tarde. Poderia ser melhor? Não creio.
No próximo encontro seremos 18 e dois cães.
Em  setembro de 1997 éramos 5 a cantar amarguinhas na Avenida Central em Braga. Quem diria que havíamos de chegar aqui?!

gravidasjulho.jpg

gravidasamigas.jpg

O REGRESSO DAS GRÁVIDAS

Desde JANEIRO DE 2013 [1º encontro; 2º encontro] que 4 mulheres e 4 famílias, em 4 localidades diferentes do país, se CRUZAM em torno da AMIZADE com a família GIRASSOL, na ROTUNDA DAS GRÁVIDAS. A bordo desta viagem trocamos impressões sumárias da nossa gráviVIDA situação.
Na semana em que a Primavera nos chega à cartilha, o DIA DO PAI é um excelente pretexto para o regresso das GRÁVIDAS. Nesta rotunda temos dois pais que repetem a experiência – o Marco e o Pedro – e outros dois pais que sentem pelo primeirissimo ano que este dia já é DELES – o Paulo e o Zé. Para os quatro pais em crescimento um DIA muito, muito especial e um conselho de mães: não desperdicem um só momento da gloriosa experiência da paternidade, um tempo de assustadores mistérios e responsabilidades, mas também de aliciantes prazeres, enormes aventuras e descobertas extraordinárias.
RotundaGravidas_março2013
   RitaJulieta           SóniaTiago            CatarinaSalomão           VeraMaria Lucas


♥a viagem segue a …

[R] a 27 semanas de velocidade com a Julieta a bordo;
[C] a 35 semanas com uma grande carruagem de Rei a bordo;
[V] a 22 semanas de velocidade com a Maria Lucas a bordo;
[S] a 23 semanas de velocidade com um ocupante Tiago.

♥nesta fase, se não estivesse tão grávida…

[R] faria tudo igual, sonhando com este momento de a sentir cada vez mais a cada dia;
[C] dormia de barriga para baixo todos os dias, andava a saltitar atrás das primeiras borboletas no quintal com a dupla SS e não gastaria tanta água nos duches (sabem tão bem);
[V] não andaria tão imensamente feliz, bem-disposta, satisfeita, de bem com tudo;
[S] podia apertar os atacadores sem me esforçar tanto, podia dormir de barriga para baixo (que eu adoro…) e podia acelerar mais os meus passos pequenos!

♥já ando a preparar…

[R] a nossa Maria, com pequenos ajustes nas rotinas e no espaço para que a vinda da Julieta seja mesmo especial e natural para todos;
[C] últimos detalhes que incluem montagem de berço e muda fraldas. De resto tenho tudo pronto: roupinha de bebé de novo alinhada delicadamente no armário e mala com o estritamente necessário para me pirar quando tiver que ser;
[V] já ando a preparar o quarto, as roupas, e tudo e tudo;
[S] o quarto do Tiago e a sonhar com as roupinhas todas arrumadas e perfumadas.

♥quando penso no dia P dá-me…

[R] dá-me medooo & ansiedade, porque sei que vou adorar sentir novamente aquela EMOÇÃO de nos conhecermos;
[V] vontade de repetir o que já vivi nos dois dias P’s anteriores, mas só me vem à cabeça um grande ponto de interrogação no final da frase: o que vai acontecer desta vez?
[V] “tu és forte!!! Tu consegues!! Nós conseguimos
[S] uma ansiedade grande!

♥aprendi com a minha que as MÃES…

[R] têm sempre os filhos no pensamento e nas prioridades;
[C] são mesmo diferentes e que podem ser mais medricas que as filhas;
[V] devem levar tudo em modo relax;
[S] tem de estar sempre “prontas para tudo e a qualquer hora”!

♥tenho andado cá com um apetite

[R] para salgados e temperos apurados que a balança já nem disfarça;
[C] que passei a andar com duas peças de fruta na mala para resistir aos 2 bolos que não andava a resistir por dia;
[V] com um apetite por chocolate e doces;
[S] que parece que ando sempre a comer… e cada vez mais estou a arredondar!

AFETIVAMENTE, o presente de um sábado

chairs
Aos 34 anos somos senhoras do que nos apetece e pode muito bem apetecer-nos, simplesmente, regressar a alguns almoços de liceu, por Aveiro. Marcaram um “brunburguer”no Ramona. E soube mesmo bem! O avançado da hora e a vontade de café
levou-nos a atravessar o jardim do Museu de Aveiro, atè à Disha Gourmandise, muito mais que uma simples pastelaria, um espaço bonito que quis partilhar com as meninas. Para além dos macarros, dos chocolates o espaço é um salão de chá e funciona como galeria de arte, há também roupa e acessórios de golfe da marca Lamborghini. Fica na Rua Dr. Nascimento Leitão, perto do Hotel Imperial.
zepenicheiropaintings

Por lá fui entretendo um dos meus amores – D. Sebastião –  com os doces, as espreitadelas cá fora e as pinturas do Zé Penicheiro, artista plástico conceituado, que iniciou em Aveiro a sua vida artística há quase 60 anos e com vários quadros de faina expostos na Disha por estes dias.
Com mais de 90 anos de vida,  concebeu centenas de quadros, muitos dos quais são marcos de uma época, retratos das gentes, das tradições e das paisagens de Portugal, onde pontificam temas relacionados com a Ria de Aveiro. A sua carreira artística ficou marcada como caricaturista e ilustrador, foi criador de uma expressão plástica original, que domina de “Caricatura em Volume”.
meuamor

chocolats friendship

É sempre muito bom estarmos juntas, assinalarmos a passagem dos anos com a gratidão pelo que vivemos, aceitando avanços e recuos. Conhecendo-nos cada vez mais, aprendemos a necessidade e a felicidade de nos reENCAIXARMOS das adolescentes que fomos e estarmos CADA VEZ MAIS à vontade perante as mulheres em que nos transformámo.
Nem de propósito, apenas nós as 4 este sábado. Tantas vezes calcorreamos ruas desta cidade, onde curiosamente as mesmas de nós frequentámos  uma reta final de liceu bastante cúmplice. A mesma que haveria de levar uma tripla a ver o canudo passar por Braga, mas sem corrente que nos afastasse desta ria, onde tínhamos âncora firmada, com a Carla, e uma aldeia logo ali quando terminava a viagem de autocarro.house
Que os anos nos (e)levem juntas, aqui e em todas as cidades onde afetivamente acontecem REencontros felizes, como este sábado 26 de janeiro. Teremos sempre Aveiro, aqui ao lado, para nos recordar como aos 18 a nossa história passou por ali.

232# AINDA HÁ CANÇÕES DE AMOR, ILUSTRAÇÕES DIVERTIDAS E PEÇAS ÚNICAS

De amigos que não desistem do ímpeto criativo e o transformam em criações, eventos, produtos, lembranças, canções, ilustrações…and so (THEY ARE ) on…peças ÚNICAS! Pessoas que acreditam que o prazer e o desafio são fundamentais na vida de todos os dias. Não deixem de espreitar as ilustrações da RITA, from coruña with love, as criações personalizadas em ponto Caramelo, que carregam histórias que nos derretem o coração ,e as peças manufacturadas, tecidas entre as Mãos & Linhas, da Ana Paula.


CATITA ILLUSTRATIONS, cool gifts for cool kids | blog  | online store
Rita is a friend a portuguese illustrator based in La Coruña, Spain, who love creating illustrations, happy animal characters & cool gifts for cool kids. She also loves doodling and sketching all the time. In spare time, she enjoys being a mom, being with the ones she loves, traveling, cooking… like she shares:“Drawing is an old passion! I hope you enjoy my work. See you soon folks ;)”.

CARAMELO, COISAS QUE SE DERRETEM NO CORAÇÃO | blog | clique & prove

Quando nasceu a Liliana Moreira caiu num pote de doces redondo e irresistível. Só que, em vez de chocolates e cremes açucarados, estava recheado de letras e sons!
As crianças não sabem que nem tudo o que parece é, e nem tudo o que é parece bem. Colocava então os dedos na boca a pensar que seriam trufas e comia frases a sonhar com bolos! Até que um dia as palavras começaram a desabrochar dos dedos. Primeiro enrolavam-se nas mãos miúdas, mas logo cresceram, com o resto do corpo. Depois de alguns anos transformaram-se, finalmente, em CARAMELO. A provar que as ideias também se fazem com coisas doces… que se derretem no coração!
“E quantas vezes não procurou “o” presente, aquele que conquista sorrisos e acaba no maior abraço?  Assim nasceu a CARAMELO: porque sabemos que há coisas que se derretem no coração!”


Mãos & Linhas | blog | montra online
Conheci a Ana Paula Lopes no MOUVA, Mercado de Objetos Usados Víveres e Artesanato da Palhaça, em 2009. Encanto imediato pela pessoa e pela simpatia e carinho que, juntamente com o tempo livre, percebi que ía (e vai) convertendo numa variedade de trabalhos manuais que envolvem panos, tecidos, lãs, papéis e outros materiais que tais. Na montra da Mãos & Linhas  fui vendo passar sacos, gorros, chinelos, brincos, bonecas de pano. Todos personalizados, únicos que foram saindo de mãos inquietas e apaixonadas por entrelaçar materiais. A Ana é imparável e está em todas: online, feiras de artesanato, lojas de culto, iniciativas culturais da cidade de Aveiro e arredores, projectos criativos e comunitários. Estamos perante uma empreendedora…e olha se fosse a tempo inteiro?